sexta-feira, 11 de novembro de 2011

PÔR DO SOL

"É pena que agora a noite venha mais cedo - tenho sempre a impressão de que me roubaram uma parte do dia"



E se aquele pôr do sol fosse eu?
Se eu desaparecesse assim?
A minha vida, e tudo o que sucedeu...
Eu não passaria de uma flor de jardim
E na verdade, posso não ser o pôr do sol
Mas os momentos são mais fugazes que isso
E o tempo algo extremamente impreciso

Eu, eu sou apenas uma folha ao vento
Vendo mil pôr do sois
Aproveitando cada escasso raio, cada momento
Mas não consigo ter a segurança da manhã
Não me fio em Deus, sou como que pagã
E miro o pôr do sol, temendo a noite
E agradecendo a sorte
De um ultimo raio de luz
Daquele doce brilho, que tanto me aquece
Essa luz que me esquece
Mas que tanto me seduz...




Nota:. Foi ESTE POST do MFC (Pé de Meia) e o comentário da Sara (Etnografia de Circunstância(s)) que reproduzo em cima que reavivaram, na minha memória, um pôr do Sol perfeito. Curiosamente, na Póvoa de Varzim (e já tinha o poema em espera ... que "cai" aqui "que nem ginjas").



-
Foto: F.Reis(c)2010
Local: Póvoa de Varzim
Poema: "Pôr do Sol" de Sara Oriana in SIMPLES POEMAS

-


6 comentários:

João Menéres disse...

Deprimentes se tornam os dias tão curtos.
E mais pequenos irão ainda ser !

Um abraço.

Luna Sanchez disse...

E eu, amante da noite, aborreço-me por ter o sol brilhando, nessa época aqui, até às 20 horas.

=*

lis disse...

Fernando
Prefiro as noites de verão que bem poderiam chegar mais cedo mandando embora essas tardes compriiidas,beirando os cinquenta graus rs quase insuportáveis, nesse nosso Rio de mil constrastes.
Nessa época gosto mesmo é quando a noite chega.
Nosso horário muda no verão e aí no inverno? até nisso as nossas diferenças sao brutais rs
O pôr do sol no olhar do mfc é deslumbrante , sedutor como na poesia da Sara Oriana.
E gosto quando repoduzes comentários dos amigos, a Sarinha é muito querida.
E ainda tenho o privilegio de ter um amigo que além de querido também é Rei(s) rs
meu abraço de sábado

Sara disse...

Por esta não estava à espera, Fernando! Obrigada por esta honra :)
Não sei se é do facto de ter nascido no pico do verão, mas a verdade é que os dias longos me fazem falta. E parece-me que não sou a única a sentir esta ausência.
Que magnifico por-do-sol, o desta foto. Um dos maiores espectáculos da terra, com caráter gratuito :))
Tudo em grande harmonia!
Um abraço e um excelente fim de semana.

mfc disse...

Vou comentar a seguir à Sara!
Depois de se já ter dito tudo... tenho é que agradecer a tua amabilidade e a distinção com que me presenteaste.
As palavras da Sara são de uma angústia linda, quando refere o quase roubo de uma parte do dia!
E tu partiste daí para te viveres como por do sol e lhe comparares toda uma vida!
Lindo...lindo...lindo!
Um abraço enorme.

Fernando Reis disse...

Só uma palavra para os vossos comentários: OBRIGADO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OS 7 MAIS LIDOS