sexta-feira, 18 de junho de 2010

PASSADO, PRESENTE, FUTURO. JOSÉ SARAMAGO

-



imagem retirada da web, com autoria e referência inscritas




Eu fui. Mas o que fui já me não lembra:
Mil camadas de pó disfarçam, véus,
Estes quarenta rostos desiguais.
Tão marcados de tempo e macaréus.

Eu sou. Mas o que sou tão pouco é:
Rã fugida do charco, que saltou,
E no salto que deu, quanto podia,
O ar dum outro mundo a rebentou.

Falta ver, se é que falta, o que serei:
Um rosto recomposto antes do fim,
Um canto de batráquio, mesmo rouco,
Uma vida que corra assim-assim.


Passado, Presente, Futuro, poema de José Saramago, in "Os Poemas Possíveis" in CITADOR


Paz à sua alma.

Terá certamente a companhia do meu Primeiro (o meu periquito mais velho) que faleceu, igualmente, hoje.

Prefiro pensar assim.
-

2 comentários:

lis disse...

Gostei muito da forma como homenageou , um grande amante das palavras.
Como tudo aqui deve ser mesmo uma troca rs estou quase levando essa caricatura pro meu Ladinho, adorei." Roubar" sua ideia , vou pensar rsrs
Já deixei uma citação lá , não a das melhores dele, talvez uma das polêmicas.
Poeta é assim , gosta de "causar" e bancar o diferente rs
abraços Fernando

Fernando Reis disse...

LIS: já fui conferir. Ficou muito bem. Gostei. Abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OS 7 MAIS LIDOS