quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

IGREJA DO CASTELO

-

Depois veio (ou eu é que lá fui?) a Igreja do Castelo. Literalmente de porte altaneiro, dimensões apreciáveis e rodeada por um denso arvoredo criando um ambiente calmo e agradável. Destaco a sequóia - Sequoia sempervirens (D. DON) ENDL. - que reforça o carácter solene do conjunto.




Sobre ela li algures (e vi ao vivo) que se trata de um exemplar da arquitectura maneirista (com a sua a sua traça actual datada do século XVII) constituída por uma nave e uma capela-mor. A sua origem é, no entanto, medieval.
Destaca-se do conjunto a torre sineira (separada do corpo principal) e com acesso próprio pelo exterior.

Igreja e Torre Sineira


Funcionava como Igreja Matriz antes da construção da Igreja Nova.


As cruzes da Igreja e do Portal do Cemitério


O Tanque/Fontanário com a torre principal do Castelo ao fundo


... está provado que o passado ainda hoje serve para construirmos o futuro.



... e parece-me que não é só em Montalegre.


Uma certeza: a LUZ é divina (pelo menos nos dias bons ...)


-
Fotos: F.Reis@2010 e F.Reis@2011
Local: Montalegre, Igreja do Castelo
Referências: WIKIPEDIA, C.M. MONTALEGRE

-

2 comentários:

João Menéres disse...

Dos poucos castelos onde não entrei...
Se ainda tiver oportunidade...

Um abraço.

Lis disse...

Lindissima Igreja e o caráter solene apropriado Fernando
gosto dos seus olhares
abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OS 7 MAIS LIDOS