quinta-feira, 14 de julho de 2011

SOSSEGO

-


Aqui onde se espera
- Sossego, só sossego -
Isso que outrora era,

Aqui onde, dormindo,
-Sossego, só sossego-
Se sente a noite vindo,

E nada importaria
-Sossego, só sossego-
Que fosse antes o dia,

Aqui, aqui estarei
-Sossego, só sossego -
Como no exílio um rei,

Gozando da ventura
- Sossego, só sossego -
De não ter a amargura

De reinar, mas guardando
- Sossego, só sossego -
O nome venerando...

Que mais quer quem descansa
- Sossego, só sossego -
Da dor e da esperança,

Que ter a negação
- Sossego, só sossego -
De todo o coração ?



Para TODOS os meus amigos!

Não resisti ao "boneco".
Ninguém resiste ao sossego.
Ainda bem que assim é!



-
Foto: F.Reis(c)2011.07.12
Local: Ofir
Poema: "Aqui onde se espera" de Fernando Pessoa, in 'Cancioneiro' cit. in CITADOR

-
Link

1 comentário:

Lis disse...

É o que mais gostamos Fernando .
Além da boa poesia a estátua é simplesmente o retrato do bom sossego.
Ótima.
um abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OS 7 MAIS LIDOS