quarta-feira, 13 de julho de 2011

PORTUGAL

-






Avivo no teu rosto o rosto que me deste,
E torno mais real o rosto que te dou.
Mostro aos olhos que não te desfigura
Quem te desfigurou.
Criatura da tua criatura,
Serás sempre o que sou.

E eu sou a liberdade dum perfil
Desenhado no mar.
Ondulo e permaneço.
Cavo, remo, imagino,
E descubro na bruma o meu destino
Que de antemão conheço:

Teimoso aventureiro da ilusão,
Surdo às razões do tempo e da fortuna,
Achar sem nunca achar o que procuro,
Exilado
Na gávea do futuro,
Mais alta ainda do que no passado.





Vou ali e já venho.
Sempre que tiver uma oportunidade.



-
Foto: F.Reis(c)2011
Local: Vila Nova de Cernache
Poema: "Portugal", de Miguel Torga, in 'Diário X' cit. in CITADOR

-

3 comentários:

Lis disse...

Gosto Fernando
bem emoldurado o poema .
te espero

Eduardo P.L disse...

Fernando, além de gostar de seu blog, fico particularmente honrado com a FOTO DO PERFIL!
Forte abraço

Fernando Reis disse...

Lis: muito obrigado pela companhia. É importante.

Um beijo.


Eduardo: a honra é toda minha usar uma obra de arte sua, que considero (sinceramente) ser o melhor desenho/caricatura feito sobre a minha pessoa, de sempre.

Enquanto o Eduardo me permitir, continuarei orgulhosamente usando.

Um abraço. (e claro que a consideração sobre seus blogues é inteiramente recíproca. Aprendi muito com eles. Consigo.)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OS 7 MAIS LIDOS