quarta-feira, 22 de setembro de 2010

LUZ

-

"(...) Há só uma janela fechada, e todo o mundo lá fora;
E um sonho do que se poderia ver se a janela se abrisse,
Que nunca é o que se vê quando se abre a janela (...)"



Domus Municipalis, Bragança


-
"Não Basta", poema de Alberto Caeiro (heterónimo de Fernando Pessoa).
Ver poema completo aqui

-

2 comentários:

Anónimo disse...

gostei muito desta imagem.

T.

expressodalinha disse...

Tenho lá hoje uma parecida. Boa luz.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OS 7 MAIS LIDOS