sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Outono em Chaves

Sei como voltar:
as cores do meu outono
desenham caminhos.




_
Foto: f.reis(c)2012
Local: Chaves, Poldras
Texto: Citação sobre o Outono atribuída a Eolo Yberê Líbera cit. in http://pensador.uol.com.br/

4 comentários:

lis disse...

Instigante a foto Fernando
_vejo os reflexos das margens,
e as pedras? também são reflexos?
hoje não estou muito 'inteligente'
:-(
sabes que sou só um pouquinho não?)
faz a leitura pra mim ok?
beijos

João Menéres disse...

Ai agora oFernando deu em poeta ?
A imagem é de uma beleza total.

Se a Poesia precisasse de uma imagem para ser representada, ESTA assentava-lhe que nem uma luva !

Bem "pescada" foi também a citação !

Bravo, Fernando ! Como vê, estou entusiasmado !!!


Um abraço e bom fim de semana ( é pena o frio e a chuva...)

José Jaime disse...

Não só desenham caminhos como os enfeitam, podendo voltar sem medo de errar.
Parabéns

Fernando Reis disse...

LIS: só as pedras é que não são reflexos ... de resto, a foto não levou "tratamento algum". está tal qual a captei ... um momento feliz!

beijo.


JOÃO: Neste instante retratado, tudo ajudou ... desde a quietude do Tâmega até à posição do Sol. E só me dei conta em casa, no pc.

Obrigado pelo comentário e pelo entusiasmo!

Abraço.


JOSÉ JAIME: concordo ... e o curioso é que este caminho já deve ter, muito provavelmente, mais de 1900 anos de existência!

Dá que pensar em quantos foram os que o atravessaram (eu, felizmente já por mais do que uma vez) para ambas as margens ... Como disse já antes, foi um momento muito feliz em que tudo se conjugou para este instantâneo ... e só me dei conta do resultado horas depois!

Obrigado pelo comentário. Um abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OS 7 MAIS LIDOS