sexta-feira, 8 de abril de 2011

APENAS BORBOLETAS




-

Passa uma borboleta por diante de mim

E pela primeira vez no Universo eu reparo


Que as borboletas não têm cor nem movimento,

Assim como as flores não têm perfume nem cor.


A cor é que tem cor nas asas da borboleta,

No movimento da borboleta o movimento é que se move,



O perfume é que tem perfume no perfume da flor.



A borboleta é apenas borboleta


E a flor é apenas flor.


-
Foto: F.Reis(c)2011
Local: Ribeira do Castelo do Mau Vizinho, Orjais, Chaves
Poema: "XL - Passa uma Borboleta" de Alberto Caeiro (Fernando Pessoa) cit. in LUSO-POEMAS

Nota:. nem vou arriscar a identificar a espécie de borboleta (ou traça) fotografada ... a minha praia é outra ... e até agradecia que me esclarecessem ...

Já agora, o nome do local não é uma brincadeira nem se trata de algum trocadilho - é mesmo o nome do local ligado (como muitos outros por aí espalhados) ás lendas mouriscas, com mouras encantadas e buracos recheados de tesouros ... onde existem umas formações rochosas a que dão o nome de Castelo do Mau Vizinho - um local ermo, quase inacessível e um paraíso para os pescadores, ... para o "senhor" que lá está a construir uma casa (?) ... e para os outros "senhores" que lho permitiram fazer!

-

5 comentários:

João Menéres disse...

Alberto Caeiro...
Pois, não conhecia este desfiar !

E o nome do sítio é muito sugestivo, na verdade.

Quanto às borboletas, acho que são mesmo umas mourinhas encantadas !

Não me diga que há autorização de construção nesse local !

O Presidente da Câmara parece-me pessoa com sizo...


Um abraço.

Lis disse...

Dispensa nominar Fernando como diz o poeta " a borboleta é apenas borboleta..."
frágeis como somos todos
metarmorfose melancólica se o vôo é interrompido
vivemos aqui no Rio de Janeiro momentos inacreditáveis
adolescentes ainda metarmofoseando sendo colhidas pela fragilidade semelhante .
tão bruscamente que ainda me dói bastante.
deixo abraços

- agradeço o link no seu "ladinho"
preciso repetir pra que fique bem gravado- voce é especial Fernando voce!obrigada.

Sara disse...

Tudo muito bom! O poema, o casamento com as fotografias, o desvelar de um nome e da sua história, a fina ironia :))
O segredo está mesmo nos detalhes :)

Um abraço e bom fim de semana!

Fernando Reis disse...

João: ... literalmente encantadoras pelo menos ... e quanto aos "senhores"... é o país que temos.

Lis: somos mesmo frágeis, disso não há dúvidas! Talvez seja isso que nos transforma a todos em seres especiais ...

Sara: gostei (sempre gostei) da "fina ironia" (adorei a expressão) - confesso! - deve ser da idade. Seja. E é claro que o segredo estará sempre nos detalhes ...

Um abraço aos três (transatlântico para a Lis)e um bom fim de semana!

ana disse...

Alberto Caeiro, "uma flor é apenas uma flor", é um dos poemas que mais me encantam pela simplicidade aparente!
Sim. Prefiro chamar simplicidade aparente tal como as pedras aguçadas que escolheu.
Para ser contraditória: uma borboleta não é apenas uma borboleta, ela é voo, ela é a morte anunciada do desabrochar...

Abraço!
Vim à procura das flores rosa das árvores de Chaves, encontrei borboletas e gostei.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OS 7 MAIS LIDOS