quinta-feira, 14 de março de 2013

Por entre o verde...


"... esqueço de tudo e vou olhar nos olhos de minha bem-amada como se nunca a tivesse visto antes. É ela, Deus do céu, é ela! Como a encontrei, não sei. Como chegou até aqui, não vi. Mas é ela, eu sei que é ela porque há um rastro de luz quando ela passa; e quando ela me abre os braços eu me crucifico neles banhado em lágrimas de ternura; e sei que mataria friamente quem quer que lhe causasse dano; e gostaria que morrêssemos juntos e fôssemos enterrados de mãos dadas, e nossos olhos indecomponíveis ficassem para sempre abertos mirando muito além das estrelas."



_ 
F.Reis(c)2012: Foto
Bendafé: Local
Excerto da prosa "O amor por entre o verde" de VINICIUS DE MORAIS in http://www.viniciusdemoraes.com.br/: Texto

4 comentários:

João Menéres disse...

Fernando : No outro dia pedi a sua ajuda para a minha magnólia...

Um abraço.

Anónimo disse...

João ...
mea culpa assumida aqui com bastante atraso ... neste momento a vida deu mais uma volta e estou realmente afastado do blogue.

É por uma boa causa, que naturalmente causa contratempos.

As minhas sinceras desculpas e ainda vou tentar ver alguma coisa da sua magnólia, sem promessas!

Um abraço.

Fernando Reis

Montse disse...

Precioso poema! es una maravilla contemplar ese campo lleno de flores.
Un abrazo.

Anónimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ cialis
http://commandercialisfer.lo.gs/ cialis generique
http://prezzocialisgenericoit.net/ acquisto cialis
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OS 7 MAIS LIDOS